sábado, 23 de junho de 2012

Direção da CPTM tenta calar o SINFERP


O SINFERP incomoda. Sua posição independente incomoda muita gente, pois mexe com interesses que gostariam de ficar na sombra.

A atual gestão da CPTM é prova desse incômodo. Nunca, porém, imaginamos que pudesse chegar a ponto de tentar calar o SINFERP de maneira tão desesperada.

Não é que a direção da CPTM moveu uma queixa crime contra o presidente do SINFERP? Acusação: a prática de falsidade ideológica. A direção da CPTM alega que o presidente do SINFERP falsificou assinatura do presidente do SINFER em documentos dirigidos à empresa.

Prestados os devidos esclarecimentos, junto à delegacia de polícia, os presidentes do SINFERP e do SINFER aguardam a conclusão do inquérito.

Com a cabal prova de inocência, a direção da CPTM terá que explicar, em juízo, os motivos desse evidente dano moral causado ao presidente do SINFERP, além de ver examinada a conduta da empresa, do ponto de vista de possível atentado contra a organização sindical.

Se o objetivo da direção da CPTM foi tentar fazer o SINFERP recuar em sua missão, falhou. O SINFERP ficou mais fortalecido, ainda. 

4 comentários:

Ricardo Guimaraes disse...

Parabéns, ótima matéria.

SINFERP disse...

Gratos pelo apoio, Ricardo. Nunca imaginamos esse tipo de pressão, mas lidaremos com mais essa. Gratos

Wellington Diego disse...

Claro que o sindicato incomoda.Uma entidade que denuncia,que ocorre atrás para investigar as causas das mazelas da companhia,que divulga os absurdos praticados pelos gestores da mesma,enfim que defende com afinco um transporte sobre trilhos de qualidade para a população vai incomodar muito os incompetentes "gestores" da CPTM.Parabéns a Sindicato pelo enorme serviço de utilidade público prestado aos brasileiros.Tenho certeza de que isso não abaterá vocês nem derruburá a credibilidade da entidade.

SINFERP disse...

Gratos pela solidariedade, Wellington. Sabe como é: dizem que o que não mata, engorda. Estamos, agora, arquitetando e colocando em marcha planos que visem maior amplitude da campanha, envolvendo públicos internos e externos. Você e outros interessados em ferrovia, transporte público, mobilidade e em história vão adorar as fases que estão por vir.
Abraço