sexta-feira, 8 de abril de 2011

Presidente Dilma quer enquadrar usineiros

A presidente Dilma Rousseff determinou aos seus principais ministros, em reunião no fim da tarde de segunda-feira (04/04), a "transferência compulsória" do controle e da fiscalização sobre a cadeia produtiva do etanol à Agência Nacional do Petróleo (ANP). O produto passará a ser tratado como combustível estratégico e não mais como um mero derivado da produção agrícola.
Valor - Mauro Zanatta e Paulo de Tarso Lyra - 06/04/2011

Descobriram, finalmente, que combustível é produto de interesse estratégico, e que álcool é combustível. Não dá para deixar serviços e produtos de interesse estratégico nas mãos de interesses privados. No caso do álcool, deu no que deu: como o preço do açúcar está em alta, no mercado internacional, os usineiros deram uma banana para os usuários tupiniquins de álcool. Estamos pensamos no álcool que abastece os veículos? Não. Pensamos além. O etanol (álcool produzido a partir da cana de açúcar) é uma opção, ainda em pesquisa, para substituir o metanol (álcool produzido a partir de madeira) na produção de células de hidrogênio

Nenhum comentário: