sábado, 30 de abril de 2011

O ferroanel defendido pelo sindicato já havia sido proposto em 1971

Nosso sindicato vem defendendo a construção de um Ferroanel metropolitano na Grande São Paulo, como obra de fundamental importância para resolver a questão do transporte de pessoas sobre trilhos. Pois bem: ele estava previsto em 1971. Veja imagem e leia o texto abaixo dela.

Eis que eu estava lendo o livro “Integração dos Transportes Rodoviários”, do engenheiro da primeira equipe do Metrô - Frederico Assis Pacheco Borba (livro de 1971) - e eu me deparo com um outro projeto de Anel Ferroviário, um pouco menor, mas talvez condizente com a cidade naquela época.
O autor descreve no item Estado Atual da Obra “O trecho entre Jurubatuba e Mauá - ligação da Sorocabana com a Santos-Jundiaí - será construído pelo Governo do Estado e administrado pela Estrada de Ferro Sorocabana, que está processando as desapropriações de terrenos, tendo empreitado as sondagens necessárias”. “Já foram expedidos decretos declarando de utilidade pública para fins de desapropriação terrenos necessários ao Anel Ferroviário (setor sul) nos municípios da Capital e de Diadema” (BORBA, 1971 pp.43). A impressão é que as obras já estavam sendo encaminhadas. O que sabemos hoje, 40 anos depois, não ocorreu.

BORBA, Frederico A. P. – Integração dos Transportes Rodoviários – Fator Básico de Desenvolvimento. Ministério dos Transportes, Rio de Janeiro. 1971

Desfazendo Nós – Marcos Kiyoto

Ocorreu parcialmente, sim. Falta completar nos municípios de São Bernardo do Campo, Diadema e Guarulhos, como temos afirmado. Bela contribuição, Marcos. Acreditamos, entretanto, que é condizente com a cidade ainda hoje.

Nenhum comentário: