domingo, 10 de abril de 2011

Metrô privatizado do Rio de Janeiro tem a tarifa mais cara do Brasil

A partir deste sábado, dia 2 (04/2011), a tarifa unitária do metrô, vai passar de R$ 2,80 para R$ 3,10, no Rio. A passagem será a mais cara do Brasil. O valor do ticket que integra metrô e trem também vai subir: de R$ 3,80 para R$ 4,20. Segundo a empresa, a tarifa não era reajustada há dois anos.

O Metrô Rio, concessionária do metrô, ressalta que até domingo será debitada a tarifa antiga dos cartões unitários adquiridos até esta sexta e também dos cartões pré-pagos carregados até 1º de abril. A promoção de viagem unitária por R$ 1,50, nos dias úteis, das 5h as 6h, também se encerrará nesta sexta.

Com o reajuste deste sábado, o preço cobrado no Rio supera os de Brasília (R$ 3) e de São Paulo (R$ 2,90).

A revisão da tarifa foi feita pela Agência Reguladora de Transportes Públicos (Agetransp), seguindo a inflação medida no período pelo Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M), de 12,41%.

Jornal do Brasil - 01/04/2011

Uma notícia para que os paulistanos “fiquem espertos” com a PPP (Parceira Público-Privada) desejada pelo governador Alckmin – na política ENTREGABRÁS do PSDB - que transfere às concessionárias privadas parte (por enquanto) dos transportes de pessoas sobre trilhos na região metropolitana de São Paulo. A propósito: na foto acima, veja a solução do metrô privatizado do Rio para acomodar mais passageiros – assento linear lateral, como nos antigos “subúrbios” da Central do Brasil. 

Nenhum comentário: