domingo, 10 de abril de 2011

Leilão do TAV vai para junho

A pressão por redução de impostos ligados à importação de equipamentos pesados vai centralizar os debates nas próximas semanas entre o governo e os consórcios interessados em assumir o projeto do trem-bala que vai ligar Campinas ao Rio. Ontem, o governo oficializou o adiamento do leilão do trem de alta velocidade por 90 dias, conforme adiantou o Valor há uma semana. O recebimento de documentação e a abertura de propostas - que ocorreriam nos dias 11 e 29 de abril - foram remarcados para 11 e 29 de julho.
Valor online - André Borges - 08/04/2011

Bem, vão querer a redução de impostos de tudo, e não apenas da importação de equipamentos pesados. O trem-bala brasileiro será o maior trem-da-alegria conhecido na história do país. Como já publicamos, sabe-se que o valor final da obra (isso dito nos dias de hoje) vai chegar à casa dos 50 bilhões. Lembrando que o TAV vai servir o público preferencial da ponte aérea São Paulo-Rio, é mesmo uma bela forma de gastar dinheiro público. Nada contra o TAV, mas não a esse preço, o mais caro do planeta.

Nenhum comentário: